Nem Tão Perua



26
mar
Inspiração do dia: Entre Amigos por Martha Medeiros!
ENTRE AMIGOS
 
Para que serve um amigo? Para rachar a gasolina, emprestar a prancha, recomendar um disco, dar carona pra festa, passar cola, caminhar no shopping, segurar a barra. Todas as alternativas estão corretas, porém isso não basta para guardar um amigo do lado esquerdo do peito.
Milan Kundera, escritor tcheco, escreveu em seu último livro, “A Identidade”, que a amizade é indispensável para o bom funcionamento da memória e para a integridade do próprio eu. Chama os amigos de testemunhas do passado e diz que eles são nosso espelho, que através deles podemos nos olhar. Vai além: diz que toda amizade é uma aliança contra a adversidade, aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado contra seus inimigos.
Verdade verdadeira. Amigos recentes custam a perceber essa aliança, não valorizam ainda o que está sendo construído. São amizades não testadas pelo tempo, não se sabe se enfrentarão com solidez as tempestades ou se serão varridos numa chuva de verão. Veremos.
Um amigo não racha apenas a gasolina: racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos.
Um amigo não empresta apenas a prancha. Empresta o verbo, empresta o ombro, empresta o tempo, empresta o calor e a jaqueta.
Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um país.
Um amigo não dá carona apenas pra festa. Te leva pro mundo dele, e topa conhecer o teu.
Um amigo não passa apenas cola. Passa contigo um aperto, passa junto o réveillon.
Um amigo não caminha apenas no shopping. Anda em silêncio na dor, entra contigo em campo, sai do fracasso ao teu lado.
Um amigo não segura a barra, apenas. Segura a mão, a ausência, segura uma confissão, segura o tranco, o palavrão, segura o elevador.
Duas dúzias de amigos assim ninguém tem. Se tiver um, amém.

 

Martha Medeiros


23
mar
Inspiração do dia: Perguntas de Martha Medeiros!
 
“Perguntas
Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou de alguém que gosta muito?
Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto, e não se imaginou lá com alguém…
Quantas vezes você estava do lado de alguém, e sua cabeça não estava ali?
Alguma vez você já se arrependeu de algo que falou dois segundos depois de ter falado?
Você deve ter visto que aquele filme, que vocês dois viram juntos no cinema, vai passar na TV…
E você gelou porque o bom daquele momento já passou…
E aquela música que você não gosta de ouvir porque lembra algo ou alguém que você quer esquecer mas não consegue?
Não teve aquele dia em que tudo deu errado, mas que no finzinho aconteceu algo maravilhoso?
E aquele dia em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou tudo?
Você já chorou por que lembrou de alguém que amava e não pôde dizer isso para essa pessoa?
Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou?
Para essas perguntas existem muitas respostas…
Mas o importante sobre elas não é a resposta em si…
Mas sim o sentimento…
Todos nós amamos, erramos ou julgamos mal…
Todos nós já fizemos uma coisa quando o coração mandava fazer outra…
Então, qual a moral disso tudo?
Nem tudo sai como planejamos portanto, uma coisa é certa…
Não continue pensando em suas fraquezas e erros, faça tudo que puder para ser feliz hoje!
Não deite com mágoas no coração.
Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz!
E comece com você mesmo!!!”
Martha Medeiros
 
Comece bem sua sexta-feira! Um ÓTIMO final de semana!
Beijocas,
Fabi Affonso 😉

22
mar
Esmaltes pra que te quero…
Oi Gente,
Como prometido, mais uma participação especial, aqui no Blog! Um amigo muito querido, Rodrigo, resolveu escrever sobre esmalte e seus componentes! Espero que gostem! E aguardem por mais posts dele!  Estamos preparando muitas coisas legais pra vocês! Muito obrigada pela força de sempre, amigo!
Beijocas,
Fabi Affonso 😉
“Como um representante do sexo masculino, me sinto um pouco ousado em escrever sobre esmaltes, ainda mais para um público feminino na sua maioria. Mas não se preocupem, mulheres, vou fazer apenas alguns comentários sobre curiosidades e chamar a atenção para alguns detalhes importantes e que não damos conta no dia-a-dia.
Os esmaltes são uma das grandes paixões femininas desde a época do Antigo Egito, por volta de 3500 a.C., passando pelos chineses e romanos, em meados do século 3 a.C.. Hoje em dia, o Brasil é um dos maiores consumidores de esmaltes no mundo (segundo lugar em 2010!). Alguns salões de beleza chegam a ter mais de 3 mil vidrinhos!!!
E com tanto consumo desses produtos, alguns cuidados devem ser tomados. Primeiro, em relação à preservação dos esmaltes, algumas medidas deve ser tomadas:
– Guardar as embalagens em local fresco e sem umidade ou grandes variações de temperatura, para evitar que os frascos tenham a sua composição alterada ou danificada, perdendo assim a qualidade.
– Limpar a boca do frasco após cada uso, evitando que restos do produto endureçam na tampa e impeçam o fechamento correto da embalagem.
– Observar a data de validade! Assim como qualquer produto, essa data está lá para ser cumprida, e se o esmalte estiver com algum aspecto estranho, está na hora de procurar outro, afinal o que não falta é variedade!
– Guardá-los em pé, e não jogados em alguma cesta ou caixa.
Mas afinal, de que são feitos os esmaltes? De uma forma geral, podemos encontrar nas formulações componentes, como:
– Nutricelulose, responsável por formar a película que cobre as unhas;
Resinas, que proporcionam brilho, aderência, resistência e durabilidade;
Solventes, responsáveis pelo tempo de secagem, facilidade na aplicação e fluidez do esmalte;
Corantes, que vão definir a cor;
Agentes de suspensão, que auxiliam a manter os corantes suspensos, sem decantar o produto.
Os esmaltes podem auxiliar no fortalecimento das unhas e as protegem das agressões diárias. Entretanto, eles também são capazes de causar alergias. Os solventes e as resinas mais utilizados nas formulações, como o tolueno e o formaldeído, são normalmente os responsáveis pelo quadro alérgico. Essas alergias surgem geralmente como irritações nos olhos, pálpebras e pescoço, lugares onde levamos as mãos com mais frequência. Pode-se dizer que cerca de 10% da população pode apresentar essas reações alérgicas (dermatites de contato), caracterizadas por inchaço, vermelhidão e coceira.
Devido a isso, algumas marcas já desenvolveram esmaltes hipoalergênicos, onde os componentes tolueno e formaldeído são substituídos por outros, reduzindo a ocorrência de alergias. Sempre vale a pena dar uma olhada nos rótulos e observar os componentes.
Enfim, não sou médico, mas o que posso dizer é que se algum esmalte gerar qualquer tipo de desconforto na unha ou pele, o certo é suspender o uso e procurar um médico para saber a causa.
É isso aí! Até qualquer hora!
Rodrigo Rollin (Graduado em Microbiologia e quase acabando o Mestrado em Vigilância Sanitária).”

21
mar
Lançamento do livro As MAIS da Patricia Barboza!

Agora é oficial!

Galerinha do Rio de Janeiro, tá aí o convite do lançamento do livro da minha amiga Patrícia Barboza! Vale à pena! =D Vamos dar aquele apoio pra essa escritora batalhadora! Para mais informações acesse o site dela, lá você encontra os livros anteriores, twitter e o blog “A MAIS”!!!
Espero vocês lá!
Beijocas,
Fabi Affonso 😉